Mais que vencedores...

Assim somos no nosso senhor Jesus. Sejam bem vindos!!!

O OBJETIVO DESTE, É TROCAR IDÉIAS, MOLDES, TRABALHOS... EU NÃO CRIEI NENHUM DELES, COPIO E FAÇO, CASO VOCÊ VISUALIZE ALGUMAS DE SUAS CRIAÇÕES, POR FAVOR IDENTIFIQUE, DEIXE SEU NOME E DO SEU BLOG QUE DAREI OS DEVIDOS CREDITOS, POIS VOCÊ É MERECEDOR.

COPIEI MUITOS E NA EPOCA NÃO TINHA BLOG E ACHO UMA PENA NÃO POSTA-LOS DE TÃO LINDOS E FIQUEM A VONTADE DE MANDAR SUAS NOVAS CRIAÇÕES. BEIJOS.























quinta-feira, 6 de maio de 2010

DINÂMICA


DINÂMICA:

Medo, fé.

MATERIAL:
caixa,
barra pequena de chocolate ou bombom.

DESENVOLVIMENTO:

Coloque o chocolate na caixa, com um bilhete: COMA O CHOCOLATE!. Forre a caixa com jornal para que não se possa saber o que tem dentro.

Pede-se a turma que faça um circulo.

O coordenador segura a caixa e explica o seguinte pra turma: "Estão vendo esta caixa? Dentro dela existe uma ordem a ser cumprida. Vamos brincar de batata quente com ela, e aquele que ficar com a caixa terá que cumprir a tarefa sem reclamar, independente do que seja... ninguém vai poder ajudar, o desafio deve ser cumprido apenas por quem ficar com a caixa."

É importante assustar a turma para que eles sintam medo da caixa, dizendo que pode ser uma tarefa extremamente dificil ou vergonhosa.
Começa a brincadeira,

os participantes devem ir passando a caixa de um para o outro.

Ao sinal do professor a brincadeira deve ser interrompida, (o coordenador deve estar de costas para o grupo para não ver com quem está a caixa) aquele que ficou com a caixa terá que cumprir a tarefa... é importante que o coordenador faça comentários do tipo: Você está preparado? se não tiver coragem...

Depois de muito suspense quando finalmente o jovem abre a caixa encontra a gostosa surpresa.
(O jovem não pode repartir o presente com ninguém).

*objetivo:
É mostrar como somos covardes diantes de situações que possam representar perigo ou vergonha. Muitas das vezes em momentos de desespero esquecemos de recorrer ao nosso Deus.

Devemos aprender que em Deus podemos superar todos os desafios que são colocados a nossa frente, por mais que pareça tudo tão desesperador,dificil, cruel, triste... o final pode ser uma grande BENÇÃO, VITÓRIA.
Se quiser, distribua outros bombons ao final do encontro a todos os participantes.



DINÂMICA:
Influências do mundo: formação, crescimento.

obs: pode ser usado nas aulas:

AMIZADES DESTRUIDORAS
CRIAÇÃO
ETC

Material:
papel
lápis coloridos.

DESENVOLVIMENTO:
1- Sentado em círculo, cada um recebe uma folha e lápis; escreve o nome e faz um desenho que represente a si mesmo (pode ser boneco de “palitinhos” ou com detalhes).

Incentivar os preguiçosos e os tímidos.

Após 2 ou 3 minutos, Observar o desenho: ele está pronto? mais ou menos? o que você gostaria de fazer?

2- Passar o desenho ao colega do lado direito, pedir que acrescente uma coisa ao desenho - sugira que façam algo que representa uma qualidade positiva do dono do desenho.

3- Passar novamente para a direita.

Repetir o processo umas duas ou três vezes. Devolver o desenho ao dono. Lembrar às crianças que o desenho representa uma pessoa, e que devemos demonstrar respeito (esteja atento para evitar ao máximo, chifres, rabos e outras adições grosseiras aos desenhos uns dos outros).

Observar o que foi acrescentado. Conversar sobre Deus ter nos criado e repetir as perguntas feitas c/ relação ao desenho:

* O que Ele quer de nós?

* E as pessoas c/ quem convivemos, nos influenciam?

* O que elas nos dizem pode nos influenciar?

*O que professores e amigos fazem acrescentam algo a nós?

PARA REFLETIR:

.Perguntar sobre a característica que nos diferencia (que temos Cristo como nosso salvador) das outras pessoas?

. Desenhar um coração na figura e desenhar um cordeiro.

Será que estamos prontos aos olhos de Deus, o que mais falta em nós? (deixar um minuto de oração silenciosa onde cada um deve pedir que Deus termine de “desenhá-los")


* DINÂMICA:
Ser igreja

comunhão e participação.

OBS; pode ser usado nas aulas:
Igreja corpo de Cristo
Grupo de assistencia
etc.

Material:
fios finos de barbante ou de lã (pedaços de mais ou menos 30cm).

DESENVOLVIMENTO:
Distribuir entre os participantes os fios de barbante, pedir que cada um analise a aparência, utilidade e propósito daquele pedaço de barbante, (cerca de 2 minutos, para não ficar cansativo).

Pedir que cada um tente arrebentar o seu fio e observe como foi fácil.

Depois, pedir que cada um ofereça o maior pedaço que lhe sobrou para formar um feixe de barbantes e pedir a alguns voluntários que tentem arrebentar este feixe.

Observar como fica mais difícil a medida que o feixe fica grosso.

para refletir:
Para concluir leia o texto bíblico: Eclesiastes 4. 9-12 e discutam sobre a relação com a dinâmica e o grupo.

** DINÂMICA: Ser igreja

comunhão e participação.

Material:
1 pacote de palitos de madeira para churrasquinho.

DESENVOLVIMENTO:
Pedir que um dos participantes pegue um dos palitos e o quebre. (o que fará facilmente).
Cuidado com as pontas finas dos palitos.

Pedir que outro participante quebre cinco palitos juntos num só feixe (será um pouco mais difícil).

Pedir que outro participante, quebre todos os palitos que restaram num só feixe. Se não conseguir, poderá chamar uma outra pessoa para ajudá-lo.

Estimular todos os participantes a que falem sobre o que observaram



*** DINÂMICA:
a Igreja como corpo.

Material:
bolas de inflar (bexiga).

DESENVOLVIMENTO:
Entregar uma bexiga a cada adolescente e pedir pra que eles brinquem com as bolas, jogando um para o outro, sem deixar cair.

O coordenador aos poucos tira crianças da brincadeira, uma a uma.

Notar como aumenta a dificuldade dos últimos para deixar tantas bexigas no ar (mesmo as que caem no chão podem ser postas no jogo novamente).

Depois de terminada a dinâmica, incentivar o debate e explicar às crianças que a igreja está dentro de cada um, e que todos devem participar, pois cada um tem um lugar especial na igreja. A igreja, assim como as bexigas não podem se sustentar no ar, isto é, de pé, sozinha ou com poucas pessoas, ela precisa de todos nós.



DINÂMICA:
A trindade.

Material:
papel e canetas,
folhas de perguntas.

DESENVOLVIMENTO:
Forme um círculo e proponha um rápido exercício:

Peça a uma pessoa que descreva sua mãe; outra que descreva seu irmão, etc.. Estas pessoas, em voz alta e rapidamente, devem dar algumas informações sobre as pessoas indicadas.

Ressalte as formas de fazer uma descrição: detalhes físicos, características emocionais, gostos, etc...

Depois deste rápido exercício, divida a turma em 3 grupos.

Cada grupo vai receber um papel com um nome escrito:
1. Deus;
2. Jesus;
3. Espírito Santo

Eles deverm compor uma descrição da pessoa indicada no seu papel.
Para ajudá-las na descrição você pode acrescentar algumas perguntas:
Como esta pessoa agia no passado? E hoje?


DINÂMICA:
Isaías 43.1c. "Chamei-te pelo teu nome, tu és meu!"

Material:
lista com nome dos participantes do grupo,
Livro com significados dos nomes (ou pesquise na internet);
papel e canetas.

DESENVOLVIMENTO:
Prepare fichas, na forma de quebra cabeça - uma parte é o nome das crianças no grupo, a outra é o significado.

Distribua duas partes para cada criança: um nome e um significado (que não seja o correspondente).

Diga às crianças que andem pelo salão, procurando encontrar pares corretos de nome e significado, montando cada quebra-cabeça numa mesa ou no chão, a medida que encontram os pares; até que todos os nomes tenham sido montados.

Cada criança deve então pegar o seu próprio nome com o significado correto. Um a um, lêem em voz alta o seu nome e o significado para os demais.

Você pode então promover uma conversa com elas:
Quem se surpreendeu com o significado do seu nome? porque?
Quem passou a gostar mais do seu nome depois de saber o que significa?
Por que nosso nome é importante para nós?
Será que Deus sabe o nosso nome?

O que quer dizer o texto de Isaías 43.1c "Chamei-te pelo teu nome, tu és meu!" e o que isso tem de importante na nossa vida?



DINÂMICA:
pecados da língua.

Esta dinâmica é sobre o poder da língua - leia Tiago 3.

E tem como objetivo que as pessoas reflitam mais antes de fazer comentários sobre outros. Em todo ser humano existe a tendência de guardar na memória mais facilmente defeitos do que qualidades das pessoas. Uma fofoca ou um comentário maldoso ou impensado podem destruir a imagem e/ou a vida de alguém.

DIA 1:
O coordenador divide a turma em dois grupos. O grupo 1 sai da sala e o coordenador fala, ao grupo 2, sobre um personagem fictício:

"Eu tenho um amigo que se chama Júlio. Ele é um fofoqueiro, impulsivo, mentiroso, teimoso, ordeiro, honesto e competente."

Depois fala ao grupo 2, sem que o grupo 1 ouça, só que inverte a ordem das qualidades e defeitos:

"Eu tenho um amigo que se chama Júlio. Ele é muito competente, honesto, ordeiro, teimoso, mentiroso, impulsivo e fofoqueiro."

Após estes 2 momentos, informe a ambos os grupos que na próxima reunião a atividade será concluída.

DIA 2:
No próximo encontro, pergunte as pessoas se lembram do seu "amigo Julio". É surpreendente como as pessoas lembrarão em primeiro lugar os defeitos.

Deixe que os participantes tirem suas próprias conclusões ou faça a leitura do texto sugerido acima e estimule a discussão.

TERMINE COM: APOCALIPSE 21:8

DINÂMICA:
A ATUAÇÃO DO E.S.

Material:
Três copos com água.
Três comprimidos efervescentes (com envelope individual, tipo "Sonrisal")

desenvolvimento:
Coloque três copos com água sobre a mesa.
Pegue três comprimidos efervescentes, ainda dentro da embalagem.

Peça a atenção do grupo e coloque o primeiro comprimido com a embalagem ao lado do primeiro copo com água.

Coloque o segundo comprimido dentro do segundo copo, mas com a embalagem fechada.

Por fim, retire o terceiro comprimido da embalagem e coloque-o dentro do terceiro copo com água.

Estimule a discussão com o grupo, com questões como:

Qual dos três comprimidos+copos faria mais efeito caso você estivesse passando mal e o bebesse?

Com qual dos três se parece a minha relação com Deus?
Eu permito que ele aja "sem embalagem" ou eu o deixo do lado de fora?
Com qual dos três eu me pareço quando levo minha fé para fora da igreja?
etc.

Textos bíblicos que você pode relacionar:
Parábola do semeador (Mc 4.1-9; Mt 13.1-9; Lc 8.4-8)
Parábola da candeia (Mc 4.21-25; Lc 8.16-18)
"Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura" (Mc 16.15)
"Vós sois o templo onde habita Deus"
"Eis que estou a porta e bato" (Ap. 3.20)

OBS: USEI NA AULA DE NICODEMOS E ZAQUEU: COMO AGE O E.S. EM MIM?


DINÂMICA:
dos escarnecedores

Salmo 1

Pede-se para que duas pessoas saiam, enquanto combina-se uma senha com os outros.
por ex:
cores da roupa do professor.
Então quando os outros voltarem deve-se dizer que eles devem descobrir a senha , uma cor, ao erar, dirija-se ao grupo onde todos respondem de acordo com o combinado, e os que voltaram não entenderão e ficarão tentando descobrir a senha.

Depois de um tempo explique:

Assim é a pessoa de Deus quando se assenta a roda dos escarnecedores; eles dizem várias coisas que não entendemos, como tipos de bebida, drogas e várias outras coisas contrárias a Palavra de Deus e então a pessoa tenta entender o que estão falando e pensa até em fazer o que eles fazem, para não ficar “por fora”.

No final pode ser dito a Palavra de II Coríntios 6:14-18.

DINÂMICA:
Salvação

Participantes:
Indefinido.

Material:
Um local espaçoso.

Desenvolvimento:
O animador explica a dinâmica: imaginem que agora estamos dentro de um navio, e neste navio existem apenas botes salva-vidas para um determinado número de pessoas,

quando for dita a frase "Ta afundando", os participantes devem fazer grupos referentes ao número que comporta cada bote, e quem ficar fora do grupo será "devorado" pelo tubarão (deve-se escolher uma pessoa com antecedência para ser o tubarão).

O número de pessoas no bote deve ser diminuído ou aumentado, dependendo do número de pessoas.

REFLEXÃO:
Responder às seguintes perguntas:
Quem são os tubarões nos dias de hoje?
Quem é o barco?
QUEM É O BOTE SALVA VIDA?
Alguém teve a coragem de dar a vida pelo irmão?


DINÂMICA: Zaqueu,
Maus habitos

Sl 121:2 - O meu socorro vem do Senhor que fez os céus e a terra.

Material:
* Um carretel de linha branca ou preta

* Uma tesoura, na sua frente escrito: JESUS ( o papel deve ser colado de forma que ao usa-la nao danifique o papel)

Mensagem:
# desenrole a linha de carretel e arrebente a linha com as mãos, mostrando que ela é facil de ser arrebentada.

A linha é como o mal habito.

# Peça um voluntario que o ajude a provar que os maus habitos são como a linha.

Enrole algumas vezes a linha ao redor dos braços e do tronco do voluntario, acima dos cotovelos.

Diga ao voluntario para tentar arrebentar a linha, ao abrir os braços

De um nº maior de voltas pouco abaixo dos ombros, assegure-se que seja um pouco abaixo.
Continue a enrolar e a falar:

Muitas pessoas dizem posso fumar, beber, mentir o quanto quiser e posso parar com esses maus habitos a hora que quiser.

Na verdade o passar do tempo todos esses velhos habitos (citar) se torna cada vez mais forte e dificeis de nos livrarmos deles.

Siga enrolando...

Sim algum dia irei querer romper todos esses maus habitos sera que essa pessoa consiguirá romper com esses habitos maus que cultivou ao longo do tempo.

vocês não serão crianças para sempre, vão crescer e os maus habitos crescerão com vocês. Muitas vezes vocês verão um bebado, a bebida tornou-se um mal habito para ele.

É muito melhor orar como Davi do que continuar até estar completamente enrolado, amarrado pelos maus habitos.

Deixe-o tentar arrebentar.

Depois com uma tesoura ( a que esta escrita JESUS) corte todas as linhas

REFLETIR:
JESUS AJUDA A ROMPER TODOS OS MAUS HABITOS.

Para Jesus nada é impossivel, desde que você permita que o E.S. faça as mudanças necessarias em sua vida. Toda mudança de maus habitos e costumes deve partir do nosso coração. Deve ser uma escolha nossa, após ouvirmos a voz do E.S.

3 comentários:

Anônimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ prix cialis
http://commandercialisfer.lo.gs/ achat cialis
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis
http://preciocialisgenericoespana.net/ comprar cialis

Ely Ane disse...

Muito boas as dinamicas

Ely Ane disse...

Muito boas as dinamicas